Fortaleza Voadora

Ele nasceu na cidade de Santos no dia 29 de novembro de 1924, o ex-goleiro Leonídio França, que ficou conhecido como Fortaleza Voadora, defendeu o Santos Futebol Clube no final do anos 40 e início dos anos 50.

ENTRANDO EM CAMPO…

Leonídio chegou ao Santos Futebol Clube por intermédio do saudoso ex-Presidente Athié Jorge Coury que foi busca-lo no futebol de várzea.

Leonidio - Sob as Traves - Blog DNA Santastico

O ex-goleiro fez sua estréia no time profissional do Santos no dia 10 de novembro de 1946, no Estádio Ulrico Mursa, em partida válida pelo Campeonato Paulista diante do Jabaquara. Foi uma estréia vitoriosa!

Leonidio - Entrando em Campo - Blog DNA Santastico

Ficha Técnica da Estréia:
Santos 3 x 0 Jabaquara AC (Santos)
Data: 10/11/1946
Local: Ulrico Mursa
Campeonato Paulista
Renda: CR$ 28.897,00
Público: 3.400 (calculado pelo valor médio dos ingressos)
Árbitro: Valdemar Lacerda

SFC: Leonídio; Artigas e Expedito; Nenê, Dacunto e Albertinho; Pirombá, Canhoto, Caxambu, Adolfrises, e Ruy.
Técnico: Abel Picabéa

JAC: Mauro; Gradim e Espanador; Gamba, Leo e Souza; Godói, Bahia, Leonaldo, Veiguinha e Alemãozinho.

Gols: Pirombá 51´, e Caxambu 58´e 69´

DEFENDENDO O MANTO SAGRADO DA VILA

Enquanto jogador, a vida de Leonídio não se resumia aos campos de futebol.

Formado em Contabilidade, ele se dividia entre os gramados e a tesouraria de uma grande empresa distribuidora de café.

Por isso, sua rotina era completamente diferente da dos outros companheiros.

Treinamento específico apenas uma vez por semana. Às quartas-feiras, Leonídio era liberado por seu chefe para fazer o coletivo com o grupo. Essa era a única vez na semana em que ele tocava na bola antes dos jogos.

Para manter o condicionamento em dia, ele corria sozinho, em suas horas de folga. Algumas vezes, na Vila Belmiro, outras, na praia.

Leonidio Franca - Fortaleza Voadora - Santos Futebol Clube - Blog DNA Santástico

FORTALEZA VOADORA

Ao longo de sua carreira Leonídio destacou-se por ser um goleiro muito seguro sob as traves e excelente pegador de pênaltis, mas tinha nas saídas pelo alto sua mais notável qualidade, fato que rendeu-lhe o apelido de “Fortaleza Voadora”.

Fortaleza Voadora em ação!

Fortaleza Voadora em ação!

Como membro de  uma geração injustiçada de jogadores do Santos Futebol Clube, Leonídio foi Vice-Campeão Paulista de 1948.

Santos FC - 1948 - Blog DNA Santastico

“FIM DE JOGO”

Em 1952, uma lesão grave acabou abreviando a carreira de Leonídio.

Em uma partida contra o CA Ipiranga (São Paulo), no Palestra Itália, Valter Marciano acertou um chute em seu ombro esquerdo. Com a força da pancada, todos os ligamentos foram rompidos.

Naquela época, uma cirurgia para reconstrução de ligamentos era algo muito complexo e que poderia deixá-lo com sequelas graves – além do mais, a operação não era garantia de retorno aos gramados.

Curiosamente, mesmo lesionado, Leonídio foi sondado pelo Jabaquara que desejava contrata-lo.

Porém, o então Presidente Athié proibiu a negociação e sacramentou: “Se Leonídio voltar a jogar, será pelo Santos Futebol Clube”.

Ainda sofrendo com a lesão, Leonídio acabou despedindo-se do futebol em 10 de dezembro de 1952, na Vila Belmiro, em uma partida diante do mesmo CA Ipiranga.

Assim, como em sua estréia no Santos, a despedida também foi vitoriosa.

Ficha Técnica da Despedida:
Santos 5 x 1 CA Ipiranga (São Paulo)
Data: 10/12/1952
Local: Vila Belmiro (Santos-SP)
Campeonato Paulista
CR$ 21.700,00
Público: 1.300 (calculado pelo valor médio dos ingressos)
Árbitro: Jorge Miguel

SFC: Leonídio; Hélvio e Ronaldo; Nenê, Formiga e Pascoal; Alemão, Zito, Nicácio, Otávio e Tite.
Técnico: Artigas

CAI: Samarone; Belmiro e Sérgio; Waldemar, Campos, Juarez; Natinho, Zé Carlos, Elzo, Salvador e Chuna.

Gols: Tite 13´, Otávio 17´, 60´ e 64´, Nicácio 45´- Elzo 19´.

SÚMULA 

Leonídio defendeu o Santos Futebol Clube no período de 1946 até 1952, atuou em 64 partidas e fez parte dos elencos que obtiveram as seguintes conquistas:

1946
– Campeão Troféu Comemorativo (contra o Santa Cruz-PE);
– Campeão Troféu Comemorativo (contra o Ferroviário AC-CE);

1948
– Campeão Taça Cidade de Santos;
– Campeão Taça das Taças;
– Vice-Campeão Paulista.

1949
– Campeão Taça Cidade São Paulo;

1950
– Campeão Troféu Giusfredo Santini (contra o Jabaquara);
– Campeão Taça Comemorativa “ao SFC e aos santistas residentes em Juiz de Fora” (contra a Seleção de Juiz de Fora);
– Vice-Campeão Paulista.

1951
– Campeão do Torneio de Belo Horizonte;

1952
– Campeão Taça Santos;
– Campeão Torneio Início.

“PÓS JOGO”

O ex-goleiro santista Leonídio foi um dos grandes responsáveis pelo surgimento dos ídolos santistas como Pita, Juary, Nilton Batata, que mais tarde seriam denominados como “Meninos da Vila”, de 1978.

Na época, Leonídio atuava como Diretor de Futebol da equipe alvinegra, comandada pelo então treinador Chico Formiga, que teve um papel fundamental no título do Campeonato Paulista naquela temporada.


– “Toda a garotada daquela época foi eu que garimpei para a equipe maravilhosa, que acabou sendo comandada pelo Formiga, ex-treinador do Santos. Nós tínhamos “as manhãs esportivas” em alguns bairros de Santos, onde eram realizados grandes jogos com os meninos da época. Dali que conseguimos garimpar alguns jogadores e fizemos um ótimo time. Fiquei por um ano, e conseguimos conquistar o Campeonato Paulista” – contou Leonídio.


Após a conquista da primeira geração de Meninos da Vila em 1978 e a troca da diretoria do Santos, Leonídio acabou se afastando do dia-a-dia da equipe, mas permaneceu acompanhando o glorioso Santos Futebol Clube mesmo à distância.


HOMENAGEM AO FORTALEZA VOADORA

Enquanto esteve vivo, sempre que possível, Leonídio compareceu na Vila Belmiro em jogos, eventos e entrevistas, ocasiões estas que permitiram-lhe matar saudade dos tempos em que honrou o manto sagrado da Vila.

Quando foram inaugurados os camarotes térreos da Vila Belmiro, o clube denominou um deles como camarote Leonídio França, uma justa homenagem ao Fortaleza Voadora.

Leonídio diante do camarote que leva seu nome!

O ADEUS DO FORTALEZA VOADORA

Leonídio França, o Fortaleza Voadora, faleceu em 31 de dezembro de 2017, em decorrência de Mal de Alzheimer. Ele estava internado na Santa Casa de Santos, deixou três filhos (Leonice, Lenice e Leonídio Filho) e sete netos.

Leonidio - 01 - Blog DNA Santastico


Fontes: Santos Futebol Clube, Blog Santos FC – História de Glórias | Célio Pegoraro, Lancenet.com, Globoesporte.com, site Que Fim Levou? | Milton Neves e Almanaque Santos FC | Guilherme Nascimento.


E aí, gostou? Deixe seu comentário sobre este post no formulário abaixo!

Edmar Junior - Blog DNA Santastico

Edmar Junior

Compartilhe este post:


error: Conteúdo Protegido!