Geraldino

O lateral-esquerdo Geraldino marcou história no futebol mineiro entre 1957 e 1963, atuando por Villa Nova, Siderúrgica e Cruzeiro – clube que o alçou nacionalmente.

Com a camisa da Seleção de Minas Gerais foi campeão Brasileiro de Seleções, em 1963, auxiliando a equipe com seu futebol seguro na defesa e inteligente no ataque. No mesmo ano, o Santos levou seu futebol para reforçar o estrelado elenco campeão do Mundo, comandado pelo técnico Lula.

Geraldino - DNA Santástico - Santos Futebol Clube - 01

O Peixe desembolsou vinte e cinco milhões de Cruzeiros, a maior transação do futebol mineiro até então e ele chegou ao Santos com status de grande reforço.

Santos 1963 - DNA Santástico - Santos Futebol Clube - Geraldino

Foto – Gazeta Press: Geraldino, o segundo em pé.

Geraldino participou de todos os jogos da campanha do Bicampeonato da Libertadores em 1963, tendo papel importante na marcação dos principais rivais adversários, como Mané Garrincha e Ángel Rojas (Boca Juniors).

Abaixo a transcrição do seu perfil no Almanaque dos Craques do Santos FC por ASSOPHIS, livro pioneiro no Brasil que conta a história e traz números de todos os jogadores que atuaram pelo Santos FC ao longo dos seus quase 110 anos.



GERALDINO (1963-1968)

GERALDO ANTÔNIO MARTINS
11/01/1940, Raposos – MG
30/03/2018, Praia Grande – SP

Posição: Defensor
Jogos: 212 | Gols: 2 | Ranking de jogos: 87°
Clube anterior: Cruzeiro – MG
Seleção Brasileira: 1963-1965, 7 J | 0 G

Títulos:

– Campeonato Paulista 1964, 1965, 1967 e 1968;

– Torneio Rio-São Paulo 1964, 1966;

– Campeonato Brasileiro 1963, 1964 e 1965;

– Copa Libertadores da América 1963;

– Mundial Interclubes 1963.


Geraldino e Edmar Junior - DNA Santástico - Santos Futebol Clube

Foto: Geraldino e Edmar Junior (DNA Santástico)


E aí, gostou? Deixe seu comentário sobre este post no formulário abaixo!

Edmar Junior - Blog DNA Santastico

Edmar Junior

SANTISTA, siga o DNA Santástico no Instagram:


Compartilhe este post:


error: Conteúdo Protegido!