Arrancada Histórica

No dia 03/12/1995, em jogo dramático, o Santos venceu o Guarani por 2 a 0 em meio a uma arrancada histórica e se classificou para as semifinais Brasileirão!

Sem sombra de duvidas uma das maiores festas da torcida santista em todos os tempos, das arquibancadas para as ruas!

Algo ainda não visto por muitos daquela geração.

Muito se fala do ano mágico de 1995 com a épica virada contra o Fluminense e a polêmica decisão com gol mal anulado do Camanducaia.

Mas poucos se lembram que para chegar nas decisões esse time precisou fazer uma grande recuperação no certame, tão histórico quanto as decisões!



Depois de perder no Barradão por 4 a 0 para o Vitória, o Santos tinha uma sequência difícil no campeonato. O clima esquentou já no vestiário pós derrota, a meta era um só: a classificação!

A Arrancada

Com os desfalques de Giovanni e Jamelli o Santos enfrentou o Flamengo no Maracanã e venceu por 3×0 com gols de Marcos Adriano, Camanducaia e Robert. Um “tropeço” no jogo seguinte, empate em 0×0 contra o Paraná fora de casa, 3×0 contra o Corinthians na Vila Belmiro com gols de Camanducaia(2) e Gallo, 1×0 contra o Palmeiras/Parmalat no Pacaembu com gol de Vágner, 2×1 contra o Paysandu na Vila com gols de Carlinhos e Giovanni, 3×1 contra o Botafogo na Vila com gols de Vagner, Giovanni e Jamelli.

Foi uma arrancada histórica e o que era impossível para muitos estava acontecendo…

Giovanni e Marcelo Passos - Banner Magazine DNA Santástico

O Santos chegou na ultima rodada precisando de uma vitória simples contra o Guarani.

Como o time campineiro não tinha mais chances de título, mandou seu jogo no Pacaembu, mas nem por isso se desinteressou pela partida, já que o “bicho” do Atlético MG, que dependia de pelo menos um empate do Santos, era muito grande.

O jogo foi tenso, amarrado, o goleiro uruguaio Léo, do Guarani, parecia uma muralha.

Tudo se encaminhava para a desclassificação santista quando, aos 38 minutos do segundo tempo, Marcelo Passos acertou um de seus belos chutes e levou os 22 mil santistas no Pacaembu ao delírio.

Era o gol da classificação! Ainda restou tempo para Giovanni marcar o segundo gol, o seu 13º no certame!

O Santos voltava a ser destaque no cenário nacional depois de 12 anos!

Não tem tv, não tem tv…

Um comerciante mineiro ofereceu uma tv para cada jogador do Bugre caso conseguisse pelo menos o empate! Ao final do jogo o coro da torcida era esse: não tem tv, não tem tv…

Texto original de Wesley Miranda adaptado para o Blog DNA Santástico.


E aí, gostou?
Deixe seu comentário lá no final deste post!

Assinatura-Post-Edmar-Junior-DNA-Santastico-Santos-Futebol-Clube


SANTISTA, siga o DNA Santástico no Instagram:


Compartilhe este post:


error: Conteúdo Protegido!